Lula em CE e PE, líder reage

Publicidade

Lula: Nova fase da Lava Jato deveria se chamar Boca de Urna

O ex-presidente Lula reagiu na manhã desta quinta (22) à nova fase da Lava Jato, chamada Arquivo X, que prendeu o ex-ministro da Fazenda Guido Mantega sob a alegação de ter pedido doação eleitoral ao empresário Eike Batista. Segundo Lula, a operação deveria ser chamada de "boca de urna", porque atinge o PT às vésperas da eleição municipal.

"É importante lembrar que eles estão trabalhando isso contra o PT desde 2006. Depois, em 2010, com a Dilma. Em 2012, a gente atravessou a eleição com o julgamento do mensalão e, agora, outra vez. Isso deveria se chamar operação Boca de Urna, porque é só chegar perto da eleição que eles vão pra cima do PT."

Lula disse que a prisão de Mantega joga "no lixo" qualquer "tese de humanitarismo". O ex-ministro foi preso no hospital onde a esposa com câncer se preparava para enfrentar uma cirurgia. A repercussão negativa fez o juiz Sergio Moro revogar a prisão preventiva no início da tarde.

O ex-presidente disse que a Lava Jato é um processo equivocado porque tem forte "viés político". "Depois de dois anos de investigação, o Ministério Público vai fazer acusação e termina dizendo que não tem provas, mas convicção. Ninguém pode ser julgado com base em convicção. É um processo político", avaliou.
Na visão do petista, "alguém produziu uma novela, um roteiro, que está sendo cumprido à risca entre polícia, MP, Justiça e meios de comunicação."

"O que interessa não é a veracidade do crime, o que importa é a versão. Quero que me respeitem e não façam ilações", disparou.

Abaixo, a entrevista completa dada a uma rádio no Ceará.

Jornal GGN




Publicidade