Escolas públicas de PE lideram ranking

Publicidade
As escolas públicas de Pernambuco têm o melhor ensino médio do Brasil. É o que aponta o Índice de Desenvolvimento da Educação Básica no país, divulgado nesta quinta-feira (8) pelo Ministério da Educação (MEC). O estado lidera o ranking, relativo ao ano de 2015, junto com São Paulo, ambos com nota 3,9.

No levantamento anterior, referente a 2013 e divulgado em 2014, Pernambuco tinha ficado na 4ª colocação, com nota 3,6. Para chegar ao índice, é calculada a relação entre rendimento escolar (taxas de aprovação, reprovação e abandono) e desempenho no Saeb/Prova Brasil aplicada para crianças do 5º e 9º ano do fundamental e do 3º ano do ensino médio.

"Desde 2013 batemos a meta do Ideb e nós realmente esperávamos uma melhora, mas claro que ficamos muito contentes com o primeiro lugar. É como se a gente tivesse subido mais um degrau nessa trajetória", comemora o secretário de educação Fred Amâncio. Ainda segundo o secretário, o aumento da confiança entre os jovens do 3º ano do ensino médio também é um fator capaz de melhorar o desempenho dos alunos.

"Quando os estudantes estão melhorando o próprio desempenho deles no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), eles passam a acreditar [na chegada ao ensino superior]", pontua. Além da mudança no perfil dos alunos, a valorização de professores e da estrutura das instituições de ensino também foi outro ponto citado por Amâncio. "Se todo mundo não estiver envolvido nisso, as coisas não acontecem", frisa.

As escolas privadas, no entanto, não superaram a meta projetada para o ano de 2015, de 6,1. De acordo com o levantamento do Ideb, o ensino médio da rede particular de ensino obteve nota de 4,9.

Ensino Fundamental

Além do ensino médio, Pernambuco também superou as metas das avaliações do ensino fundamental das escolas estaduais. Com nota 4,7 para a 4ª série/5º ano, o estado superou a projeção de 4,5 para o ano de 2015. São José do Egito, no Sertão, obteve média de 6,9 -- a maior nota do estado para a série em questão. O município de Jaboatão dos Guararapes, na Região Metropolitana do Recife (RMR), ficou em último, com nota 3,3.

Em relação à 8ª série/9º ano das escolas estaduais, o estado obteve nota 4,1, superando, dessa forma, a meta de 3,6 para 2015. A cidade de João Alfredo, no Agreste, obteve nota 5,9 nessa avaliação, maior média do estado nesse segmento. O município de Igarassu, por outro lado, obteve 3,3 pontos, nota que representa a média mais baixa entre os municípios do estado para a série em questão.

O Ideb

Criado em 2007 pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), o Ideb é divulgado a cada dois anos. O desempenho é comparado com as metas calculadas a partir da primeira edição, em 2005, e projetadas para todas as edições futuras, até o ano de 2021. Existe um indicador calculado para cada nível do ciclo básico: o ensino fundamental I, que avalia os estudantes do 5º ano; o ensino fundamental II, em que os estudantes do 9º ano são avaliados; e o ensino médio, com avaliação dos estudantes do 3º ano.
Publicidade