Vetor Brasil chega ao Maranhão

Publicidade
Visando o fortalecimento do capital humano, sobretudo do maranhense, é que o vice-governador Carlos Brandão, representando o governador Flávio Dino, esteve em missão governamental nos Estados Unidos, em agosto do ano passado. A agenda diversificada rendeu o positivo contato com a “Vetor Brasil”, instituição apoiada pela Fundação Lemman, reconhecida mundialmente.

A perspectiva era a de que fosse firmada, após amplas negociações entre o Governo do Estado e a Vetor Brasil, uma parceria para o programa de estágio e trainees na área da inovação.

Passado um ano deste primeiro contato, a Líder de Parcerias e Captação de Recursos da Vetor Brasil, Lara Barreto, esteve no Maranhão, de forma inédita, e foi recebida pelo vice-governador, em seu gabinete. Lara trouxe as boas novas. A Secretaria de Administração Penitenciária efetivou parceria com a citada instituição e no próximo mês já receberá seu primeiro trainee.

O sucesso na interlocução não para por aí. Em breve, haverá um encontro entre a Vetor Brasil e a Secretaria de Governo, a fim de que seja acordada a ampliação da parceria entre o Maranhão e a instituição. A Universidade Estadual do Maranhão também é grande interessada no tema e já esteve tratando sobre o programa com a representante da Vetor, durante a sua recente vinda ao estado.

Durante o seu reencontro com Brandão, Lara discutiu a possibilidade de se realizar novas parcerias com os demais municípios maranhenses, sugestão dada pelo vice-governador. “Nosso interesse em auxiliar o Maranhão a se desenvolver economicamente é nítido. A partir de novembro retomaremos o contato com as gestões municipais com o objetivo de identificar qual a necessidade de cada gestão”, afirmou.

Carlos Brandão vê das interlocuções com otimismo. “O governo Flávio Dino tem se empenhado sem medidas para que o setor público receba também novas experiências relativas ao mercado de trabalho. Ciência, Tecnologia e Inovação são campos do conhecimento que temos perseguido para que o maranhense cresça profissionalmente e cada vez mais seja incluído socialmente, por meio destes caminhos produtivos. Cada boa e nova ideia merece ser compartilhada entre os profissionais, em seu ambiente de trabalho. O funcionalismo público só tem a ganhar”, relatou.

O que faz a Vetor Brasil - É uma organização do terceiro setor com atuação no segmento público, conectando jovens profissionais e governos por meio de diversas iniciativas, como o Programa de Trainees. Para isso, os jovens devem ser talentosos e inovadores, de modo que possam contribuir com os governos.

Além da Fundação Lemman, a Stanford Bussiness School of Graduate e o Instituto Natura são fortes apoiadores da Vetor Brasil, que tem investido prioritariamente nas áreas da Educação, Gestão, Governo, Planejamento e Finanças, com foco na Inovação.

Só este ano, a Vetor Brasil recebeu 9.400 candidatos e já habilitou 35 trainees, distribuídos em dez governos (AM, BA, CE, GO, MS, MT, PA, PR, SC e SP). O Maranhão será o mais novo beneficiado e estado parceiro.

Aline Cristina
Publicidade