Valeu, Lula e Dilma, essa Olimpíada é de vocês…

Publicidade
Lula e Dilma é que levaram o Brasil a organizar dois grandes eventos esportivos questionados por alguns com certa razão e por muitos por absoluto ódio anti-nacional.

Por uma lógica besta do “imagina na Copa”, que foi estimulado por veículos de comunicação, em especial pela Globo.

E por uma elite Maimeira que adora desfilar de camisa verde e amarela, mas que não gosta do país em que vive.

Foto: Reprodução, Blog do Rovai e Revista Fórum
O fato é que deu tudo muito mais certo do que errado.

Porque o brasileiro adora esporte.

E porque isso não é um problema, ao contrário.

E porque não é nada contraditório investir em grandes eventos e em esporte. E ao mesmo tempo tentar mudar as estruturas sociais do país.

Mas na esquerda, resiste ainda o péssimo hábito de tentar misturar as coisas.

De achar que uma vitória no esporte é algo que amplia o espaço do lado de lá.

Isso só acontece quando se abre mão da disputa de narrativas.

A direita valoriza esse ufanismo babaca do “sou brasileiro, com muito orgulha, com muito amor…”.

E nós deveríamos gritar, o Brasil não deve ser um quintal deles. E deve disputar sempre que possível para ter seu espaço.

Como na canoagem, no futebol, no vôlei, no atletismo, no judô…

Lula e Dilma disputam hoje uma narrativa histórica.

De sobrevivência política.

E nós de só xingar o Temer, o golpista, precisamos gritar que foram eles que fizeram isso acontecer.

Se hoje muitos brasileiros estão felizes. É preciso dizer que isso tem a ver com eles.

Que Lula e Dilma apostaram que era possível fazer essa festa aqui.

Como também apostaram no Bolsa Família, no Pré-Sal, no Pro-Uni, no Mais Médicos, numa diplomacia de cabeça erguida etc. e tal.

Valeu, Lula e Dilma.

Renato Rovai, Revista Fórum
Publicidade

Publicidade