Ford Focus 2017, bem mais conectado

Publicidade
Carros cada vez mais inteligentes e conectados são desejos reais dos consumidores. O Focus 2017 acaba de ser apresentado incorporando a sua principal novidade, a terceira geração do Sync, a partir da versão intermediária. A nova plataforma reforça o acesso aos inseparáveis smartphones, através da interface Apple Car ou Android, disponibilizando ao condutor e passageiro os famosos aplicativos. Os preços não foram divulgados, mas o modelo chega às lojas no início de setembro com mais equipamentos nas versões hatchback e hatch.

Vale ressaltar: o sistema Sync equipa apenas o topo de linha Titanium e SE com o chamado pacote Plus. Já as mudanças visuais são mínimas. Luzes diurnas em led para atender a nova legislação do Denatran; teto solar desde a versão Titanium (antes era apenas na Titanium Plus). De série, a linha passou a ter nessas versões também seis airbags, alarme volumétrico, câmera de ré e console de teto.

A montadora não confirmou se a o Sync 3 irá equipar outros modelos da marca, como New Fiesta, Fusion, EcoSport (que possuem a segunda geração). "Ainda estamos experimentando no Focus para depois expandir para o resto dos carros", disse o gerente de marketing de produto da Ford, Fernando Pfeiffer.

Os comandos do Sync foram simplificados. Palavras como "tocar", seguida do nome do cantor ou da música, são logo compreendidas pelo sistema, que se conecta com dispositivo de qualquer marca e modelo. Dentro de uma aba "aplicativos", a lista de apps inclui Spotify, Glympse, Alpeo!, Banco 24 Horas e Mix FM, além dos que já estavam presentes na geração anterior do Sync, como Sem Parar e Palco MP3. Mas é a assistência de emergência que amplia as possibilidades de interação do condutor com o serviço de saúde no Brasil (Samu), em caso de acidente, inclusive com mecanismo de corte de combustível.

A versão hatch tem opção com motor 1.6 Sigma flex de 135 cv e transmissão manual de cinco velocidades ou motor 2.0 de 178 cv com transmissão sequencial de seis velocidades e Paddle Shift. No fastback, os mesmos equipamentos das versões SE e Titanium, exclusivamente com motor 2.0 e transmissão automática.
Ford Focus 2017, bem mais conectado
A repórter desta publicação viajou a convite da Ford. Foto: Divulgação
Ford Focus 2017, bem mais conectado
Luzes diurnas de LED no pacote de entrada e teto solar a partir da Titanium. Foto: Divulgação
Ford Focus 2017, bem mais conectado
Dispositivo conecta smartphone ao automóvel e está com processador mais rápido. Foto: Divulgação

Autônomos

A partir de 2021, a Ford terá carros autônomos em escala de produção. Tecnologias semiautônomas como estacionamento automático, assistência de permanência de faixa, assistente autônomo de frenagem, já são realidades da montadora em carros da marca no Brasil.

Taciana Góes, Diário de Pernambuco
Publicidade

Publicidade