Confiança da indústria cai em agosto

Publicidade
De acordo com os dados da Fundação Getúlio Vargas (FGV), o Índice de Confiança da Indústria teve queda de 1,0 ponto em agosto, chegando a 86,1 pontos e encerrando uma série de cinco aumentos seguidos. O índice recuou em 9 dos 19 segmentos pesquisados.


Para Aloisio Campelo Junior, especialista da FGV/IBRE, a redução da Confiança da Indústria pode ser entendida como uma acomodação após uma série de aumentos expressivos, e que não altera a tendência de alta no ano. “Apesar dos avanços nos últimos meses, o setor continua desapontado com a lentidão da recuperação da demanda interna e incerto em relação à política econômica que vigorará daqui por diante”, diz Aloisio.

Já o Índice de Confiança de Serviços (ICS), cresceu 2,8 pontos entre os meses de julho e agosto, em sua sexta alta seguida, chegando a 78,8 pontos, o maior nível desde fevereiro de 2015. 9 das 13 atividades pesquisadas tiveram alta na confiança. A reação deste índice está baseada nas expectativas, “em alterar significativamente a visão do setor a respeito do cenário atual” diz Silvio Sales, também da FGV.

O ICI coletou informações de 1.107 empresas entre os dias 01 e 24 deste mês, enquanto o Índice de Confiança de Serviços analisou 1987 empresas entre os dias 2 e 24 deste mês.

Jornal GGN
Publicidade