Lula jamais teve apê no Guarujá. O dono apareceu!

Publicidade

Não tem Lula no triplex? Não vem ao caso. Processem-no assim mesmo


Ontem, os advogados de Lula pediram acesso ao processo “secreto” que apura como Lula é o dono do apartamento que não é dele num condomínio no Guarujá.

Ontem também Fernando Rodrigues revelou o relatório da Polícia Federal sobre a compra de apartamentos no mesmo condomínio através de offshores abertas pela picaretíssima Mossack Fonseca, que presta serviços de montagem de empresas em paraísos fiscais para muita gente 'boa' no meio empresarial, inclusive para o grupo Globo.

Apê do Lula era na verdade de uma offshore da Globo
Foto: Reprodução, Tijolaço
No relatório, o nome Lula é citado três vezes.

Duas, em depoimentos de gente que “ouviu dizer” que ele teria um tríplex lá.

A terceira, no sobrenome de Marisa Letícia, cujo termo de desistência da compra do apartamento é anexado ao inquérito.

Ou seja, não há nada.

O que há, então, neste “inquérito secreto”?

Há o retrato de uma perseguição obcecada, construída na base de boatos, fofocas e exploração de supostas intenções de compra.

Há, sobretudo, o desvio odioso das instituições de Estado para fins político-eleitorais, encoberto por uma mídia que acha normal entregar uma jazida de bilhões de barris de petróleo mas se escandaliza com um pedalinho.

Fernando Brito, Tijolaço

Nota do editor da Aldeia: Esse caso do Apê do Lula me faz lembrar o Caso Reis Pacheco, quando a esmagadora mídia tradicional maranhense publicou, em 1994, que o então oposicionista Epitácio Cafeteira havia mandado matar o ferroviário. Entenda o caso nestas duas publicações, do Jornal Pequeno (2006) que jamais se dobrou e da página Maranhão da Gente (2014). 
Publicidade