A experiência de quase morte do PSDB

Publicidade

A presente campanha eleitoral em Imperatriz-MA comprova que o prefeito Madeira parece ter mesmo necrofilia pelo único partido da sua vida, o PSDB. Este sentimento começou a ser revelado a partir de sua primeira eleição para a prefeitura em 2008 e está perto de ser confirmado, agora.

Quem consulta o sistema de candidaturas da Justiça Eleitora percebe que os tucanos inscreveram, somente, 16 candidaturas à Câmara Municipal, quando poderiam inscrever 33 para as 21 vagas.

Quem assiste o rádio e a TV fica pasmado quando aparece a tela azul e a mensagem: Horário Reservado ao PSDB. Em pleno domingo, 28, três dias após o início da propaganda eleitoral na radiodifusão.

Um passado do bico quebrado

Madeira jamais conseguiu eleger um deputado estadual da legenda na Região Tocantina. Fez força pela sigla somente uma vez, na eleição de Hélio Santos, de Açailândia, eleito deputado federal em 2012.

Aliado quer distância

Após oito anos no comando da prefeitura da segunda maior cidade do Maranhão, com impopularidade nas alturas, ele corre o risco de nem ser escalado pela coligação do Ribinha Cunha (PSC) para testemunhar apoio à sua campanha.

Aliás, no último programa eleitoral, Ribinha Cunha preferiu 'viajar' e buscar exemplos de administração eficaz noutras cidades. Parece que nada realizado pelo prefeito local serve como modelo para as futuras ações de governo. Só interessa mesmo ao empresário, o tempo dos tucanos no horário eleitoral e, absolutamente, mais nada!

Frederico Luiz
Publicidade