No PSB, Ildon Marques reúne adversários do lulismo

Publicidade

Tucanos e PPS estão mira dos socialistas


O ex-prefeito Ildon Marques desembarca no PSB e torna-se o pré-candidato da agremiação á prefeitura de Imperatriz, a segunda maior cidade do Maranhão. Mais do que isso, entrou com o aval de um tucano da mais alta plumagem, o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin. A articulação foi elaborada pelo senador Roberto Rocha.
Ildon Marques
Ildon Marques (E) almoçou no Palácio dos Bandeirantes e definiu filiação ao PSB do vice-governador paulista Márcio França (D). Foto: Getty Image
Um dos pratos servidos no almoço da semana passado no Palácio dos Bandeirantes, revela uma fonte, foi a ampliação da candidatura de 'Ildão' para que o empresário tenha o apoio do PSDB do prefeito Madeira que indicaria o vice na chapa do socialista.

Em São Paulo, a dobradinha já funciona, o vice do tucano é o socialista Márcio França, ex-deputado federal e ex-prefeito de São Vicente, ambos adversários ferrenhos do lulismo e de seus aliados.

Sem diretório municipal, apenas com uma frágil comissão provisória, resta aos tucanos de Imperatriz o comportamento de papagaio, repetindo as palavras soletradas pelos seus líderes nacionais.

O palanque da oposição ao governo federal estará unido em Imperatriz, cidade sem segundo turno. Aécio Neves e José Serra também concordam com essa equação, revela a mesma fonte, pois o prefeito Madeira foi incapaz de ampliar a legenda na cidade e mesmo na Região Tocantina. Na verdade, a legenda diminuiu de tamanho após sua chegada à prefeitura em 2009.

Os próximos partidos a serem contatados por Roberto Rocha para ampliar o palanque do ex-prefeito seriam o PPS do vice-prefeito Pastor Porto e a Rede da deputada federal Eliziane Gama. "É uma questão de tempo, aliás, de pouco tempo", revelam a mesma fonte.

Redação
Publicidade