Vídeo: Pokemon acusado de matar Robert Richelli é preso em Timon

Publicidade
Policiais Civis e Militares prenderam no fim da noite desta sexta-feira (08) um dos acusados de matar Robert Richelli Trigueiro Pimentel, filho de um escrivão da Polícia Civil, morto na manhã de ontem [quinta-feira, 07] durante um assalto no bairro Vermelha, zona sul de Teresina. O homem foi identificado como Cleiton Nascimento, conhecido como “Pokemon”.

De acordo com o delegado Luccy Keiko, que comandou as investigações, Cleiton foi preso em Timon, no Maranhão, após a polícia receber informações de que o mesmo estava na cidade. O acusado foi encaminhado para a Central de Flagrantes de Teresina. “Nós investigamos e chegamos até ele através de informantes”, relatou.

Segundo o delegado, o outro suspeito de praticar o crime, um adolescente que reside em Timon, já foi identificado e a polícia continua em diligência no sentido de capturá-lo. “Ainda estamos em diligências, em busca de capturar o outro suspeito, que já foi identificado”, declarou.

Relembre o caso

O jovem Robert Richelli Trigueiro Pimentel, de 23 anos, filho de um escrivão da Polícia Civil, foi morto com um tiro durante assalto na manhã desta sexta-feira (08), na rua 13 de Maio, bairro Vermelha, zona sul de Teresina. A vítima chegou a ser socorrida com vida, mas não resistiu e morreu a caminho do Hospital de Urgência de Teresina (HUT).

Câmeras de segurança de uma residência gravaram o crime. As imagens mostram o momento em que dois bandidos abordam Robert em sua motocicleta e dão socos no jovem. Quando o rapaz desceu do veículo, foi atingido com um tiro de arma de fogo.

O corpo de Robert está sendo velado na casa da avó onde aconteceu o homicídio. Ele deverá ser enterrado por volta das 16h deste sábado (09), no cemitério Dom Bosco, no bairro Vermelha, porque a família da vítima está à espera de parentes que moram em outros estados.

GP1
Após o assalto na porta de casa, Robert Richelli é atingido. Foto: Youtube
Publicidade