STF, uma raça muito distinta do Brasil

Publicidade
No Brasil, o Estado é o STF. Que nem a França de Luís XIV. O Brasil quase esperou um comportamento democrático dos magistrados da mais alta corte de justiça do País no episódio da prisão do senador Delcídio Amaral.

Ao aceitarem a prisão ao arrepio da Constituição, os senadores que votaram a favor fizeram pior ao confirmarem a detenção de um parlamentar sem que o crime fosse inafiançável ou configurado o flagrante delito. Sobraram alguns valentes, entre eles o maranhense Roberto Rocha.

Charge: Bessinha

A não ser claro, que os nossos magistrados se constituam uma raça à parte da nação. Será? Afinal, o crime de racismo é inafiançável!

Viva a maioria da opinião pública, sem importar com o caráter desta imensa e transitória vontade popular. Assim nasceu o nazismo. Que bebê nascerá por nossas plagas: O de Rosemary?

Frederico Luiz
Publicidade