Viúva reconhece suspeitos de matar turista holandês

Publicidade
Imirante

São Luís, MA. Os dois suspeitos de participação na morte do turista holandês, na capital maranhense, foram identificados pela esposa da vítima, Maria Rawi. Ela esteve na Delegacia de Homicídios, na tarde desse sábado (21), onde pôde fazer o reconhecimento.

Genilson Campos Silva Pereira e Nilson Fonseca da Conceição foram presos na última quinta-feira (19), suspeitos de envolvimento na morte do holandês Ronald Wolbeek. Contra a dupla, já havia mandados de prisão por assalto. Apesar da confirmação da viúva, eles não confessaram o crime. Os dois foram encaminhados para o Complexo Penitenciário de Pedrinhas. A polícia, ainda, procura, um terceiro suspeito identificado como Elenilson Carvalho da Luz.

Entenda o caso

Ronald Wolbeek, de 60 anos, foi morto com um tiro na madrugada de domingo (15), no litoral maranhense. A vítima estava em companhia de sua mulher, Maria Rawie, de 69, em um veleiro turístico particular com bandeira da Holanda. O casal estava no Brasil desde o dia 21 de dezembro. Eles atracaram na baía de São Marcos, em São Luís, por volta das 17h de sábado (14).

Segundo a mulher da vítima, por volta da meia-noite de domingo, o alarme do barco disparou, e Ronald foi verificar o que tinha acontecido. Naquele momento, ele se deparou com três pessoas a bordo de sua embarcação. Houve uma discussão, e um dos homens deu dois tiros, um dos disparos o atingiu no peito.

Nilson Fonseca da Conceição
Suspeito, Nilson Fonseca da Conceição (algemado) foi reconhecido por holandesa

Publicidade