Público prestigia 2ª noite do Carnaval em SL

Publicidade
Carolina Nahuz

São Luís, MA. A programação da noite de sexta-feira (13) da Passarela do Samba, no Anel Viário, atraiu muitas famílias para o local, que cantaram e dançaram ao ritmo de tambor de crioula e dos blocos tradicionais do Grupo B. O bloco Os Trapalhões abriu a programação de desfiles da sexta-feira gorda. O "Carnaval de Todos - Juntos Fazemos a Festa", promovido pela Prefeitura de São Luís em parceria com o governo do Estado, tem uma programação variada para todas as idades e em diversos pontos da cidade.

O presidente da Fundação Municipal de Cultura (Func), Marlon Botão, acompanhou a festa e destacou o apoio da prefeitura e do governo aos blocos tradicionais. "Hoje o entendimento nosso é que precisamos fortalecer o movimento cultural, em geral, e os blocos tradicionais estão conosco fazendo da cultura do Maranhão, de São Luís, um espaço de valorização e de desenvolvimento", disse o presidente.

Carnaval
Na segunda noite da programação os desfiles levaram cor, brilho e alegria para a passarela
Somente na Passarela do Samba a expectativa é que até terça-feira (17), 60 mil pessoas passem pelo local. Na segunda noite da programação os desfiles levaram cor, brilho e alegria para a passarela. Ao longo da noite os foliões seguiram a animação dos brincantes dos grupos que desfilaram no local: Os Trapalhões, Os Guardiões, Os Guerreiros do Ritmo, Alegria do Ritmo, Os Gladiadores, Falcão de Prata, Príncipe da Meia Noite, Vinagreira Show, Fênix, Os Curingas, Companhia do Ritmo, Os Inacreditáveis, Os Vingadores, Tradicionais do Ritmo, Os Curumins, os Fenomenais e, fechando a noite, os Dragões da Liberdade.

"É uma festa muito bonita e podemos ver que aqui houve uma preocupação em promover uma festa bem organizada e com segurança", disse Mirlan Silva de Souza, moradora do bairro do Araçagy e que estava acompanhada do marido, Sebastião Souza e da filha de uma ano, Rebeca Souza.

Turistas também foram conferir as atrações da Passarela do Samba e gostaram do que viram. Um grupos de João Pessoa-PB ficou encantado com a diversidade da cultura maranhense. "Aqui estamos vendo danças bem diferentes como essa do tambor de crioula, que é muito bonita com o toque do tambor que é novidade para nós", disse o aposentado José Mendes que estava acompanhado da esposa, Giselda Medes, do irmão José Mendes e da cunhada Luciana Reigada.

José Mendes contou que esta já é a quinta ou sexta vez que vem a São Luís. "Gosto muito da cidade, dos casarões, das praias e da cultura", revelou. Ele contou que saíram de João Pessoa deste o início de janeiro e já visitaram os estados do Rio Grande do Norte, Ceará, Teresina e que vão ficar em São Luís até depois do carnaval, depois seguem para Belém.

Segurança

Para garantir a segurança e a tranquilidade dos foliões uma equipe formada por 230 homens, entre policiais da Guarda Municipal, Policia Militar e da segurança de apoio circulavam em toda área da folia atentos a qualquer tipo de ocorrência. A estrutura da passarela tem capacidade de público de 9 mil pessoas e conta com 36 camarotes para 20 pessoas, cada; oito cabines de jurados; 2.500 cadeiras de pistas; e quatro arquibancadas com capacidade de 6 mil lugares, cada.

A organização dos desfiles e concurso da Passarela do Samba é uma realização da Fundação Municipal de Cultura (Func), em parceria com a Associação Maranhense de Blocos Carnavalescos (AMBC), União das Escolas de Samba do Maranhão (Uesma) e Associação de Blocos Tradicionais do Estado do Maranhão (ABTEMA). Este ano, o evento tem o patrocínio oficial da Ambev.

Programação

Até dia 17 toda a diversidade cultural tomará conta não somente da Passarela do Samba, mas também das ruas do centro da capital. Além dos shows de cantores maranhenses na Praça Deodoro, haverá dois corredores da folia. O primeiro, com animação dos blocos Alternativos, sairá da Praça Deodoro, seguirá pela Rua da Paz e Praça João Lisboa, com dispersão no final da rua Magalhães de Almeida. O segundo, continua pela Rua do Passeio e segue pela Praça da Saudade, com dispersão na Madre Deus.

A parceria entre Prefeitura e governo do Estado possibilitou a realização de um número maior de brincadeiras contemplando vários bairros da capital e com isso um carnaval ainda melhor que o dos outros anos. Neste sábado a animação na passarela fica por conta da apresentação de grupos de tambor de crioula e desfile dos blocos tradicionais do grupo A, entre eles o da Apae, que abre os desfiles, os Feras, os Foliões e os Vampiros encerram a programação da noite. No domingo (15) é a vez dos blocos organizados e das escolas de samba, desfilarem na passarela, sendo esperado grande público para este dia.
Publicidade

Publicidade