Casa Alívio do Sofrimento pode fechar

Publicidade
Gil Carvalho, O Progresso

Montes Altos, MA. Construído em 1975 pelo frei Aristides Arioli, o Hospital Casa Alívio do Sofrimento, em Montes Altos [689 km de São Luís], está ameaçado de fechar por falta de recursos financeiros para mantê-lo aberto 24 horas. Um acordo de arrendamento de R$ 15 mil mensais, proposto pelo Ministério Público, viabilizou a reabertura do estabelecimento de saúde em 2013.

Diante da crise financeira, o prefeito Valdivino Rocha Silva (PV), acompanhado da vice-prefeita Kelly Rocha (PPS), da secretária municipal de Saúde, Kelly Cristina, e do diretor do Hospital Casa Alívio do Sofrimento, Paulo de Oliveira, reuniu vereadores, representantes da igreja católica e do Ministério Público.

Casa Alívio do Sofrimento
Reunião debate fechamento do hospital Casa Alívio do Sofrimento, em Montes Altos
“O custo operacional do hospital chega a R$ 142 mil/mês, sem o pagamento do aluguel; sendo necessária a urgente intervenção do governo estadual, podendo gerenciá-lo de forma direta, pois queremos é que esse estabelecimento de saúde permaneça funcionando para atender a nossa gente”, disse ele.

A vice-prefeita Kelly Rocha, que entregou ofício ao governador Flávio Dino e ao secretário de Estado da Saúde, Marcos Pacheco, relata que o hospital possui capacidade para 100 leitos. “É um hospital amplo e moderno, dispondo de sala de espera, recepção, pronto socorro, dois consultórios, ambulatório, farmácia, laboratório de análise clínica, sala de raio-x, serviço de enfermagem, médico e cirurgião”, detalha.

Além disso, o hospital dispõe de profissionais de saúde, cozinha, lavanderia industrial, gerador elétrico, dois poços artesianos com água potável, necrotério, capela e uma grande área livre para eventuais ampliações. “O povo clama por saúde pública e vamos lutar pela sua manutenção, inclusive defendendo, se for o caso, a sua regionalização”, disse.

O vereador-presidente da Câmara Municipal de Montes Altos, Aldefran Barbosa Azevedo (PPS), assinalou que todos os vereadores estão preocupados com a ameaça de fechamento do hospital “Casa Alívio do Sofrimento”. “Deixamos de realizar a sessão ordinária para debatemos uma solução para que esse estabelecimento de saúde continue a servir o nosso povo”, acrescentou.

Barbosa observa que esse é o único hospital do município que atende pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS). Ele entende que a insuficiência de recursos financeiros poderá determinar o fechamento do hospital.

Ele alerta que, se isso acontecer, a comunidade montealtense estará em situação difícil quanto ao atendimento médico-hospitalar, sendo obrigado a se deslocar a Imperatriz, a 63 km, enfrentando uma estrada cheia de buracos, lama e falta de sinalização - a MA-280.

Nota do editor da Aldeia: Leia mais sobre Montes Altos e o Frei Aristides Acioli, fundador da Casa de Alívio do Sofrimento, aqui. Para adquiri o Livro de Tombo do fundador da Casa de Alívio do Sofrimento, aqui.
Publicidade