Ópera para Todos encanta platéia na Maria Aragão

Publicidade
Carolina Nahuz

São Luís, MA. Cerca de cinco mil pessoas prestigiaram, durante o último sábado (29) e domingo (30), os espetáculos do projeto “Ópera para Todos”, na Praça Maria Aragão. O projeto foi desenvolvido nas escolas da rede municipal de ensino por meio de parceria entre a Prefeitura de São Luís, através da Secretaria de Educação (Semed), e o Colégio Dom Bosco. A versão adaptada da ópera Aída, de Giuseppe Verdi, foi encenada por 280 crianças em fase de alfabetização, sendo 180 estudantes de escolas do município e 100 estudantes do Colégio Dom Bosco.

O secretário municipal de Educação, Geraldo Castro Sobrinho, esteve presente às duas apresentações e parabenizou os gestores, professores e demais educadores que se empenharam em transformar a parceria em um grande espetáculo. “Para o prefeito Edivaldo e para a equipe Semed, é uma grande alegria ver a concretização de uma parceria tão frutífera como foi a que estabelecemos com o Colégio Dom Bosco. Destaco a imensa contribuição que este trabalho conjunto trouxe para nossos professores e gestores e, principalmente, para cada uma das crianças que se apresentam neste final de semana na Praça Maria Aragão”, declarou.

Participaram do projeto estudantes da Unidade de Educação Básica (U.E.B.) Maria Alice Coutinho, juntamente com os anexos Luís Pinho Rodrigues (Divinéia) e José Sarney Costa (Matões/Turu). Durante os quatro meses de ensaios e trabalhos pedagógicos confeccionados com base na ópera Aída, as crianças puderam ampliar seu universo de conhecimentos e trabalhar de forma diferenciada os conteúdos da alfabetização e do letramento, a partir da leitura e do desenho de trechos da obra de Verdi.

Dirigida e adaptada por Ceres Murad, diretora do Colégio Dom Bosco, a obra prima de Giuseppe Verdi trouxe ganhos inestimáveis para cada uma das instituições parceiras. “A participação de mais escolas enriqueceu o espetáculo e revelou grandes talentos”, observou Ceres Murad, que também destacou a dedicação e empenho de todas as crianças que participaram do projeto. “Foi maravilhoso ver durante esses meses de trabalho a grande disposição das crianças e a motivação em sala de aula”, completou.

Joelma Lorena Guterres, de 8 anos, estudante da U.E.B. Maria Alice Coutinho, atuou como uma das sacerdotisas do palácio real. Para ela, interpretar pela primeira vez um personagem de um espetáculo tão grandioso foi maravilhoso. “Meus pais e professoras pensaram que eu ia ficar nervosa, mas eu não fiquei. Gostei demais e espero participar outras vezes”, garantiu.

A apresentação de Amanda Carvalho, 7 anos, aluna do 2º ano na U.E.B. Maria Alice Coutinho, foi acompanhada de perto pela mãe, Fátima Oliveira Carvalho, e por sua irmã Nicole Carvalho, que faz o 4º ano na mesma escola. “Ela era muito tímida e pensei que ela não fosse acompanhar os trabalhos e ensaios, mas ela se superou. Gostei muito da atuação dela, minha filha está de parabéns”, comentou, ressaltando o aprendizado e desenvolvimento da filha em sala de aula possibilitado pelo projeto.

Saiba Mais

O projeto Ópera para Todos nasceu em 1997 no colégio Dom Bosco. O intuito é utilizar a ópera como porta de entrada para a aprendizagem e o desenvolvimento das crianças. As atividades desenvolvidas durante o projeto também estimulam o aprimoramento da coordenação motora, desenvolvem a linguagem oral e escrita, estimulam a criatividade e o imaginário e potencializam o interesse pela leitura.

As imagens


Opera para Todos
Crianças roubaram a cena em Aida, ópera de Verdi
Opera para Todos
Público encheu os olhos e lotou a Praça Maria Aragão
Opera para Todos
Beleza ímpar no espetáculo Aida encenado por estudantes de São Luís
Opera Para Todos
Secretário de Educação de São Luís, professor Geraldo Castro prestigiou os dois dias do Projeto
Publicidade