Para bandido, assassinato de PMs é "Bagulho Embaçadão"

Publicidade
Blog do Louremar Fernandes

Foi morto em confronto na tarde desta terça-feira (25) João Victor (foto ao lado), um dos assaltantes que participou do assalto que resultou na morte de dois policiais militares na manhã de sábado (22) no Porto de Mocajituba (releia)

Depois de matarem os policiais militares, João Victor e Eduardo (conhecido como Boca) fugiram para Bacabal onde “Boca” se homiziou na casa da avó. João Victor ficou em uma quitinete no bairro Areia. Outro local onde o assaltante se escondeu foi numa casa na rua Jorge José de Mendonça (rua do Cajueiro), protegido por Mikaele Sousa Pereira (18 anos), namorada de “Boca”.

O Blog (Louremar Fernandes) teve acesso a um aúdio que Eduardo, o 'Boca' enviou para a namorada para que ela aguardasse por ele em Bacabal.

Policiais da Seic (Superintendencia Estaduald de Investigações Criminais), rumaram para Bacabal e num trabalho conjunto com o serviço de inteligência da Polícia Militar conseguiram localizar João Victor. Na tarde desta terça-feira, quando foi abordado no centro da cidade ele estava em uma moto sem placa, o assaltante não obedeceu ordem para parar e reagiu contra os policiais na rua Manoel Alves de Abreu cruzamento com a rua Djalma Dutra. João Victor ainda foi levado para o hospital mas não resistiu aos ferimentos.



O assaltante estava com uma pistola “ponto 40”, da Polícia Civil do Maranhão. Segundo o Blog (Louremar Fernandes) apurou, Mikaela havia tentado vender a pistola para uma pessoa na cidade. A polícia continua a caçada para capturar Gustado, o Boca. Mikaele foi presa juntamente com Giordanio Araujo Sousa e Elizeu de Sousa Lima, também acusados de fornecerem apoio logístico para a dupla de assaltantes.
Publicidade

Publicidade