Edivaldo entrega Centro Pop e Abrigo Institucional

Publicidade
Centro Pop
Novas instalações do Centro de Referência Especializado para a População em Situação de Rua (Centro Pop)
Carolina Nahuz

São Luís, MA. O prefeito Edivaldo entregou na manhã desta sexta-feira (14) o Abrigo Institucional para Pessoa em Situação de Rua e a nova sede do Centro de Referência Especializado para População em Situação de Rua (Centro Pop). As duas unidades estão localizadas na Avenida Beira-Mar e serão coordenadas pela da Secretaria Municipal da Criança e Assistência Social (Semcas).

“Estamos inaugurando o Centro Pop e um abrigo para pessoas em situação de rua, que irão atender cerca de 40 pessoas por dia. Esse é mais um passo positivo na gestão e mais um avanço para a cidade na área da assistência social. Nosso desafio tem sido alcançarmos com políticas públicas efetivas os mais diversos segmentos sociais, fortalecendo a dignidade e os vínculos em nossos equipamentos sociais”, declarou o prefeito Edivaldo durante a inauguração. Ele frisou que o Centro Pop oferecerá moradia provisória às pessoas em situação de rua que recebem atendimento psicossocial nas unidades de referência em assistência social do Município.

A titular da Semcas, Andréia Lauande, destacou o cuidado da administração do prefeito Edivaldo com setores da sociedade em situação de vulnerabilidade. Ela destacou que os espaços inaugurados nesta sexta-feira garantem atendimento adequado num local confortável e seguro, promovendo dignidade às pessoas que tem a rua como espaço de vivência e sobrevivência.

“O Centro Pop é a porta de entrada para população em situação de rua, o primeiro espaço para atendimento a diferentes políticas públicas. E para fechar o serviço de retaguarda, o acolhimento é impar, consegue ofertar e possibilitar que o usuário não só passe o dia no Centro Pop, mas tenha um lugar para dormir”, relatou a secretária Andréia Lauande.

O compromisso e responsabilidade com a execução das medidas socioassistenciais em São Luís foram destacados pela representante do Ministério de Desenvolvimento Social (MDS), Telma Maranho, que esteve presente na solenidade de inauguração. “Esse espaço terá condições, junto com as demais políticas públicas, de dar uma resposta fundamental ao direito das pessoas de terem uma moradia provisória até reconstruir seu projeto de vida”, afirmou a representante do MDS.

Exemplo da dignidade e cidadania resgatada através dos serviços direcionados a pessoas em situação de rua é o caso de José Estenio de Oliveira Pereira, 60 anos, atendido pelo Centro Pop. Ele já retirou todos os documentos, foi inscrito no Programa Aluguel Social e aguarda a entrega de sua residência no Programa “Minha Casa, Minha Vida”, depois de ter sido sorteado.

“Me tornei morador de rua depois que perdi tudo, emprego, família, amigos. Passo o dia aqui no Centro Pop, e muita coisa mudou na minha vida. Hoje, aprendi a fazer artesanato aqui, e sobrevivo disso, terei minha casa própria e quero construir uma família. Ainda que eu passasse o dia aqui, fazendo várias atividades, a noite voltava para as ruas. Agora terei onde ficar até a minha casa sair”, disse José Estenio.

A solenidade de entrega do Centro Pop e do Abrigo Institucional foi acompanhada pelos vereadores Marquinhos (PRB), Batista Matos (PPS), Professor Lisboa (PCdoB), Josué Pinheiro (PSDC), Anderson Martins (PRB); pelos secretários municipais Olímpio Araújo (Desportos e Lazer), Robson Paz (Comunicação), José Cursino (Planejamento e Desenvolvimento); presidente do Instituto Municipal de Paisagem Urbana, Luiz Carlos Borralho; presidente da Fundação Municipal de Cultura, Francisco Gonçalves; e pelo presidente da Fundação Municipal de Patrimônio Histórico, Aquiles Andrade.

Centro Pop

O Município mantém dois Centros Pop para atendimento das pessoas em situação de rua: o Centro Pop da área Centro entregue nesta sexta-feira na Avenida Beira Mar, nº 111, ao lado da Praça Maria Aragão; e o Centro Pop da área Cohab/Anil, na Rua São José, nº 7, na Aurora. As unidades oferecem diariamente, das 8h às 17h, higienização pessoal, café da manhã, palestras, almoço, lazer e acompanhamento com psicólogos, assistentes sociais e pedagogos. Com uma estrutura ampla e confortável, a unidade inaugurada no Centro tem previsão de atendimento diário de 30 pessoas, em média.

Abrigo Institucional

Ao lado do Centro Pop da área Centro, funcionará o Abrigo Institucional que oferece acolhimento provisório, com limite máximo para 50 pessoas, direcionado a pessoas em situação de rua e desabrigo por abandono, migração e ausência de residência, que sejam atendidos pelos dois Centros Pop existentes na capital.

Edivaldo descerra a placa de inauguração do Abrigo Institucional
O atendimento preferencial do Abrigo é para pessoas do sexo masculino. A intenção é desenvolver condições para a independência, auto-cuidado e promover o acesso à rede de qualificação e requalificação profissional para a inclusão produtiva das pessoas atendidas. No abrigo, os usuários receberão kits de higiene pessoal como creme e escova dental, shampoo e condicionador, sabonete, além de roupas de cama, banho, entre outros materiais. A organização do local se dará de forma participativa, a fim de garantir que os moradores possam se sentir co-responsáveis por tarefas do cotidiano.

Publicidade