Tags

Ciclovia brilha no escuro usando a energia solar

Publicidade
O Tempo

Rio de Janeiro, RJ. A Holanda inaugurou a primeira ciclovia que brilha no escuro, inspirada na obra do pintor pós-impressionista holandês Vincent van Gogh. A ciclovia lembra a obra “Noite Estrelada”, passa pela província de Brabante do Norte, onde o artista nasceu, em 1853.

Para brilhar, a energia solar é transformada em eletricidade por meio de células fotovoltaicas embebidas no pavimento. A Ciclovia Van Gogh-Roosegaarde substitui as células solares por pequenas pedras cobertas de uma tinta que absorve a luz solar durante o dia, emitindo uma luz azul-esverdeada à noite, tendo ainda incorporados LED ligados a um painel solar.

O projeto é a segunda materialização do conceito Smart Highways, idealizado pelo designer Daan Roosegaarde e concretizado pela empresa Heijmans Infrastructure, e “cujo objetivo é a criação de estradas inteligentes por meio da utilização de luz, energia e sinais que interagem com o estado do tráfego”, informa, em nota, o Studio Roosegaarde.

A ciclovia faz parte ainda de uma iniciativa governamental que visa aumentar o uso da bicicleta em jornadas para o trabalho. A meta é que esse crescimento seja de 20% nos próximos 20 anos. Mais de metade das viagens para o trabalho já é feita em bicicletas na Holanda. A ideia do governo é incentivar também o uso de bicicletas na volta do trabalho, evitando acidentes.

Ciclovia
A ciclovia passa pela província de Brabante do Norte, onde o pintor Vincent Van Gogh nasceu em 1853
“Desenvolvemos uma pintura eletrônica cuja intensidade do brilho é mais forte. Caso chova por muito tempo ou não haja sol, é possível recarregar esse material com eletricidade”, explicou o designer que idealizou a ciclovia, Daan Roosegaarde, conhecido por trabalhos que brilham no escuro. Ele disse à BBC que se inspirou nas estrelas de plástico fosforescentes usadas para decorar tetos de quartos de crianças.

Ciclovia
Ciclovia visa aumentar o uso da bicicleta em jornadas para o trabalho na Holanda em 20% nos próximos 20 anos
Publicidade

Related Posts
Disqus Comments