Capital vacina contra pólio e sarampo no sábado, 22

Publicidade
Carolina Nahuz

São Luís, MA. A Prefeitura de São Luís, por meio da Secretaria de Saúde (Semus), promoverá, neste sábado, 22, o Dia D da campanha de vacinação contra a Pólio e o Sarampo. De acordo com a coordenação de Imunização da Semus, cerca de 50 mil doses da vacina estarão disponíveis em 66 pontos fixos da cidade – entre postos e unidades mistas. A vacina é destinada a crianças maiores de seis meses e menores de cinco anos de idade. A campanha segue as orientações do Ministério da Saúde (MS) e está alinhada à política de gestão preventiva na saúde, implementada pelo prefeito Edivaldo.

Na última campanha, prefeito Edivaldo foi até o Quebra Pote na zona rural de São Luís
Além dos postos e unidades mistas, a Semus disponibilizará 100 unidades volantes em shoppings, escolas e associações de moradores, com o objetivo de facilitar o acesso da população à vacina. Segundo a Coordenação de Imunização da Semus, em São Luís, a meta é imunizar mais de 72 mil crianças contra a poliomielite e mais de 63 mil contra o sarampo, até o dia 28 deste mês, prazo final da campanha.

O prefeito Edivaldo participou do primeiro dia de mobilização, realizado no dia 8 deste mês, quando mais de 20 mil crianças foram imunizadas. A titular da Semus, Helena Duailibe, destacou que a Prefeitura estará empenhada para cumprir a meta proposta. “Precisamos intensificar as ações e contar com o apoio da população, para cumprirmos a meta da campanha. É uma orientação do prefeito Edivaldo e faço mais uma vez um apelo para que os pais ou responsáveis possam levar seus filhos até um dos postos de vacinação”, disse a secretária.

Prefeitura apoia Novembro Azul, ouça:


A Coordenação de Imunização orienta os pais – com base em informação divulgada esta semana pelo Ministério da Saúde – a comparecerem aos pontos de vacinação, mesmo que as crianças apresentem histórico de alergia a leite de vaca. “No local de vacinação, nossos profissionais farão a orientação necessária e avaliarão se a criança necessita ou não da vacina”, recomendou a superintendente de Vigilância Epidemiológica e Sanitária da Semus, Terezinha Lobo.

Saiba mais

A poliomielite (pólio) é uma doença infectocontagiosa grave e a única forma de prevenção é por meio da vacinação. Na maioria dos casos, a criança não vai a óbito quando infectada, mas adquire sérias lesões que afetam o sistema nervoso, provocando paralisia irreversível, principalmente nos membros inferiores. A doença é causada pelo poliovírus e a infecção se dá, principalmente, por via oral.

O sarampo é uma doença viral aguda grave e altamente contagiosa. Os sintomas mais comuns são febre alta, tosse, manchas avermelhadas pelo corpo, coriza e conjuntivite. A transmissão ocorre de pessoa a pessoa, por meio de secreções expelidas pelo doente ao tossir, falar ou respirar. As complicações infecciosas contribuem para a gravidade do sarampo, particularmente em crianças desnutridas e menores de um ano de idade. A única forma de prevenção também é por meio da vacina.
Publicidade