8ª FeliS: Edivaldo destaca consolidação do evento

Publicidade
FeliS
Presidente da FunC, Francisco Gonçalves explica ao prefeito Edivaldo sobre a montagem da Feira
Carolina Nahuz

São Luís, MA. O prefeito Edivaldo visitou a 8ª Feira do Livro de São Luís (FeliS), na noite de sexta-feira (7), acompanhado pela primeira dama, Camila Vasconcelos, pela filha Talita e pelo presidente da Fundação Municipal de Cultura (Func), Francisco Gonçalves. No Convento das Mercês, durante a visita, ele conversou com o público e com escritores participantes da feira e aproveitou para avaliar a dimensão que ganhou o evento na capital maranhense. A 8ª FeliS, que teve como tema “Literatura Infantil: aqui começa a magia da leitura”, encerra neste domingo (9), com um público estimado em mais de 200 mil pessoas.

“Esta é a oitava feira do livro e a segunda que temos a oportunidade de realizar. É uma feira hoje reconhecida não somente no Maranhão, mas em todo Brasil. Este ano, optamos por abordar a temática literatura infantil, com uma grande repercussão e participação de inúmeros palestrantes e escritores. É um momento de incentivo à produção cultural e valorização da leitura, além de estimular o turismo e resgatar a importância do Centro Histórico”, afirmou o prefeito Edivaldo.

FeliS
Livros para o público infanto-juvenil também ganharam destaque na FeliS 2014
O prefeito lembrou também que a Feira do Livro favorece a política implementada em sua gestão de democratização do acesso à cultura. Ele visitou todos os estandes das editoras e livrarias locais. Em uma das primeiras paradas, no estande da Academia Maranhense de Letras (AML), foi recebido pelo presidente Benedito Buzzar com quem conversou de maneira descontraída sobre os projetos para incentivar a leitura no estado.

Ao patrono da Feira, Wilson Marques, Edivaldo reafirmou o compromisso de colaborar para o desenvolvimento da cultura da cidade e elogiou a produção do escritor. Do ponto de vista literário, Marques avalia a feira como um evento de sucesso. “Tivemos nomes importantes da literatura e palestras boas como do Frei Betto. Toda essa atmosfera que vivemos é positiva. Enfim, fizemos aqui justiça com um frequentador assíduo das feiras: o público infantil e juvenil”, festejou o autor de “Touchê – Uma aventura pela cidade dos azulejos”.

Também participaram da visita os secretários Olímpio Araújo (Esportes e Lazer) e Robson Paz (Comunicação) e o presidente da Func, Francisco Gonçalves. Para Gonçalves, a feira no bairro do Desterro proporcionou o resgate da memória e experiência da cidade pelo público visitante, ao mesmo tempo em que permitiu que estudantes experimentassem outro espaço de São Luís de grande riqueza histórica, arquitetônica e humana. Ele também destacou a ampliação das parcerias para a realização da Feira.

“Este ano conseguimos entender o processo e chamamos a Associação de Livreiros do Estado do Maranhão, Alem, para correalizar o evento. Na próxima edição, a entidade poderá recorrer a lei de incentivo estadual ou Lei Rouanet para captar recursos”, explicou o presidente da Func.

O presidente da Alem, Milton Lira, considera a feira uma oportunidade de negócios excelente para fortalecer os livreiros do estado. “Como evento, esta feira teve grande avanço por contar com palestrantes como Marina Colassanti, Maurício de Sousa e outros bons que lotaram os auditórios. E, também, prestigiamos nossos autores. Costumo dizer que o Maranhão, especialmente São Luís, continua produzindo muita obra literária, produzindo livros de qualidade”, elogiou Lira.

A programação sintonizada com o público alavancou a presença da faixa etária mais jovem. “Este ano trouxemos à feira autores com quem as próprias crianças e adolescentes tinham interesse em conversar”, constatou Francisco Gonçalves.

A estudante Helena Fernandes, 9 anos, moradora do bairro Coroadinho, foi um dos exemplos dessa ampliação do público. Na noite de sexta-feira, acompanhada da mãe, Helena visitava o estande da Editora Moderna, quando identificou o prefeito Edivaldo e pediu à mãe uma foto com o prefeito Edivaldo. “Foi o melhor lugar que estive na minha vida”, dimensionou a garota.

Sobre a FeliS

A 8ª FeliS é realizada pela Prefeitura de São Luís, através da Fundação Municipal de Cultura (Func) e Secretaria Municipal de Educação (Semed), com correalização do Serviço Social do Comércio (Sesc/MA), patrocínio da Vale e apoio da Associação dos Livreiros do Estado do Maranhão (Alem) e Fundação da Memória Republicana Brasileira.

FeliS
Pop Star: Crianças fizeram questão de posar ao lado do prefeito Edivaldo

8ª FeLiS em números


  • 54 lançamentos de livros
  • 50 sessões de contação de histórias
  • 18 intervenções artísticas
  • 9 performances
Publicidade

Publicidade