PMDB planeja fuga de presos e ataques a ônibus no dia 5

Publicidade
Lobão Filho
Caique Souza Alves, detido ontem, ao lado de Lobão Filho. Nem é preciso combinar coma Polícia, apenas
com as facções criminosas que controlam Pedrinhas, diz a fonte sobre ataques no dia da eleição no MA
Redação

Uma fonte de primeira linha confidenciou à Aldeia que as pichações da noite de ontem e madrugada de hoje de prédios históricos da capital, incluindo o Palácio De La Ravardière, sede da prefeitura de São Luís, as seguidas fugas e motins em Pedrinhas fazem parte de uma estratégia do PMDB para impor o medo nos maranhenses e desestimular a votação nos grandes e médios colégios eleitorais.

Ainda de acordo com a mesma fonte, no dia 5 de outubro, os maranhenses poderão ser surpreendidos com uma fuga em massa do Complexo Penitenciário de Pedrinhas, da CCPJ de Imperatriz e ônibus urbano de passageiros incendiados como forma de manter o eleitorado em casa.

Juventude Desviada

Foram abordados e detidos na madrugada de hoje, Caique Souza Alves e Victor José de Alencar, ambos militantes da Juventude do PMDB. Com a dupla foram encontrados tubos de spray usados com a mesma tinta tusada nas pichações ao patrimônio histórico da humanidade.

Concorrem ao governo do Maranhão e ao senado pelo PMDB, Lobão Filho e Gastão Vieira, respectivamente. A atual governadora, Roseana Sarney também é do PMDB.

Juventude Reincidente

Não é a primeira vez que a juventude do PMDB é usada para atos deste tipo. Em 2010, em Imperatriz, segunda maior cidade do Maranhão, eles tentaram impedir o lançamento do livro Honoráveis Bandidos com a presença do autor, Palmério Dória, no auditório da Uema.

Aldeia Global publicou:
Vândalos ligados a Sarney atacam Manoel da Conceição, Palmério Dória e Luiz Pedro
Identificáveis Bandidos
Publicidade