Na UTI: TSE desconhece novo suplente de Gastão

Publicidade
Frederico Luiz

São Luís, MA. Agrava-se a cada dia, o estado de saúde da candidatura do deputado federal Gastão Vieira que concorre ao senado federal na mesma chapa de seu colega de PMDB, Lobão Filho, candidato ao governo do Maranhão. Ontem, o ministro Henrique Neves abriu vistas ao advogado Rodrigo Lago sobre recurso interposto pela coligação de Gastão solicitando a substituição de Raimundo Monteiro por José Antônio Heluy.

Raimundo Monteiro
Raimundo Monteiro é um expoente do petismo local. Presidiu a CUT-MA, dirigiu o Incra e foi candidato ao
governo do Estado em 2002 pelo PT Apunhalado pelas costas, revidou e arruinou a candidatura de Gastão
A candidatura de Gastão Vieira sobrevive com ajuda de aparelhos como um paciente cuja atividade cerebral parou. O primeiro suplente Raimundo Monteiro foi julgado como inapto para concorrer ao cargo. Devia renunciar para provocar a substituição mas em vez disso entrou com recurso de embargo às 19h desta segunda-feira, 15, último dia de prazo para substituições de candidatos.

Monteiro: renúncia ou morte

Sem a renúncia, a substituição após o dia 15 somente pode ser feita em caso de morte do candidato. Com esse mesma perrenga judicial, Ildon Marques renunciou em 2010 e salvou a candidatura de Edson Lobão que se elegeu naquele ano para mais oito anos.

Há quem sugira que Raimundo Monteiro corre o risco de morte ao desafiar o clã Sarney.

Aldeia publicou:
Com contragolpe de mestre, Monteiro torna Gastão inelegível

Pelo WhatsApp, o jurista Rodriga Lago foi taxativo: "A coligacao de Gastão também peticionou (ontem) pela "perda do objeto" dos embargos de Monteiro. Henrique Neves apenas mandou comunicar o Tribunal Regional Eleitoral do Maranhão que julgou o recurso no dia 11-09-2014 e que a questão do registro de Heluy é competência do TRE-MA".

Raimundo Monteiro sabia das dificuldades do registro de sua candidatura, mas queria Joãozinho de Caxias como seu substituto. Ele foi golpeado com o registro de José Antônio Heluy. Deu o contragolpe e feriu mortalmente a candidatura de Gastão Vieira.

Lobão Filho

O candidato ao governo do Maranhão, Lobão Filho e o vice, Arnado Melo perdem o importante apoio de Gastão Vieira mas suas candidaturas permanecem mantidas. A legislação permite a candidatura de isolada de governador e vice sem a necessidade do registro de senador e dois suplentes.

O que não pode é governador sem vice ou senador sem os dois suplentes. Em ambos os casos as chapas estão canceladas.
Publicidade

Publicidade